A MEGALOMANIA DE CRISTO
A LUZ DA VIDA

O JEITINHO RELIGIOSO

303153A hipocrisia religiosa sempre se demonstrou hábil para ocultar suas reais motivações: “E disse-lhes ainda: Jeitosamente rejeitas o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição”. Fala-se sobre o jeitinho brasileiro. Deveria-se falar sobre o jeitinho religioso. Ele está presente em muitos comportamentos dos membros das mais diferentes igrejas do país.

Chamar de ira profética o que é estupidez mesmo, demonstrar preocupação com o estado espiritual da mãe em vez de levá-la ao médico para cuidar do seu reumatismo, falar sobre as causas político-econômicas da pobreza a fim de não praticar a misericórdia na vida daquele que não tem mais tempo para esperar, sair para abrir igreja por na verdade não querer se submeter a ninguém, dizer que o dízimo é prática da antiga aliança a fim de não ajudar financeiramente a igreja, pagar mal os funcionários para que a empresa não abra falência, tolerar os pecados dos ricos para que a igreja não quebre.

Tornar-se pregador itinerante em vez de edificar o lar, usar a oração intercessória como justificativa para a maledicência, falar de promessas de prosperidade que somente servem para justificar a riqueza do pastor perante a miséria dos que o sustentam, usar o preceito da submissão à autoridade como justificativa para a tirania, banir desafetos da comunhão da igreja em nome da preservação da unidade do corpo.

Ter um discurso na academia e outro na igreja a fim de não escandalizar os irmãos com as verdades que eles não estão preparados para ouvir, manter-se ligado a instituições de ensino das quais diverge radicalmente em nome da luta pela sua reforma, chamar de prudência o que é covardia, considerar sinceridade o que é falta de tato, reputar como estratégia evangelística o que é manipulação psicológica, fazer terapia para se isentar de responsabilidade pessoal, usar todo o rigor da responsabilidade pessoal de cada ser humano para imputar exclusivamente a alguém a responsabilidade dos seus erros, fundamentar na doutrina da predestinação a falta de zelo evangelístico, não investir na obra missionária a fim de que não faltem recursos na igreja sede.

 

Antonio Carlos Costa

Ps. Trecho do meu no livro, "Azorrague: Os conflitos de Cristo com as instituições religiosas do seu tempo".

Comments

Feed You can follow this conversation by subscribing to the comment feed for this post.

Tudo se relaciona ao dinheiro e a permanência dos fiéis nos templos. Por isso o templo pedra e as posses materiais não condiz com aquilo que Cristo ensina. Paz!

Verify your Comment

Previewing your Comment

This is only a preview. Your comment has not yet been posted.

Working...
Your comment could not be posted. Error type:
Your comment has been posted. Post another comment

The letters and numbers you entered did not match the image. Please try again.

As a final step before posting your comment, enter the letters and numbers you see in the image below. This prevents automated programs from posting comments.

Having trouble reading this image? View an alternate.

Working...

Post a comment

Your Information

(Name is required. Email address will not be displayed with the comment.)