MENSAGEM PARA Q CONFERENCE EM CHICAGO
RIO DE PAZ NO RIO DE LAMA

PESQUISA RIO DE PAZ

O Rio de Paz, no sábado passado, realizou manifestação pública na praia de Copacabana, erguendo na areia uma réplica de um típico barraco de favela. A intenção da ONG é chamar a atenção das autoridades públicas para as condições de moradia dos pobres da região metropolitana do Rio de Janeiro, e, em conexão a isto, solicitar da parte dos governos -municipal, estadual e federal- a apresentação de um cronograma de construção de moradia para os que habitam em condição deplorável e inaceitável. 

Na ocasião, uma pesquisa foi feita pelos voluntários do movimento, objetivando saber da parte dos que andavam pelo calçadão, qual a sua opinião sobre o conteúdo de uma frase, apresentada em português e inglês pelo Rio de Paz, em dois grandes cartazes afixados na areia: O planejamento de obras para as Olimpíadas, deve começar pela construção de moradia para o pobre. As pessoas consultadas tinham que tão somente dizer sim ou não para a frase, expressando desse modo sua concordância ou discordância.

O Rio de Paz consultou 500 pessoas. Disseram sim, 488. Responderam não, 12. Entre as que responderam sim, 66 disseram não ser moradoras da cidade do Rio de Janeiro, apresentando como lugar de origem as seguintes localidades:

Exterior:

França: 3

Itália: 2

Israel: 2

Suiça: 3

Inglaterra: 1

Japão: 1

Espanha: 1

Argentina: 4

Estados da federação, com a exceção do Estado do Rio de Janeiro:

Rio Grande do Sul: 6

Rio Grande do Norte: 1

Brasília: 4

Minas Gerais: 8

Alagoas: 2

Paraíba: 1

Bahia: 3

Goiás: 1

Ceará: 1

Pará: 3

Santa Catarina: 1

Pernambuco: 1

Amazonas: 2

São Paulo: 9

Municípios do Estado do Rio de Janeiro, com a exceção da capital.

São Gonçalo: 2

Niterói: 2

Nova Iguaçu: 1

Teresópolis: 1 

Entre as que disseram não, uma se apresentou como moradora do Rio Grande do Sul, duas de origem ignorada e seis como residentes no município do Rio de Janeiro.

O Rio de Paz tem guardadas todas as folhas utilizadas na pesquisa, fazendo questão de torná-las disponíveis para todos quantos queiram consultá-las.

O resultado desta pesquisa de opinião pública denota a presença de uma consciência social em homens e mulheres de diferentes nacionalidades e regiões do país, especialmente da cidade que será a sede dos Jogos Olímpicos de 2016, que os impede de ver como justa a construção de arenas esportivas antes da construção de condição digna de moradia para seres humanos, que convivem nos barracos onde moram, com ratazana andando por sobre a cama, enxame de mosca proveniente das montanhas de lixo, esgoto banhando a porta de casa, barracos em condição bastante precária e violência da pior espécie. 

"Queremos ver realizada no Rio de Janeiro a mais bela Olimpíada da história, mas simultaneamente ao mais belo investimento na vida do pobre da história. Não queremos que corra o mundo a notícia de que construímos as mais modernas piscinas olímpicas para nadadores famosos competirem, enquanto crianças nadam literalmente no esgoto nas favelas cariocas. Não podemos ser reconhecidos pelo mundo como grandes empreendedores, mas ao mesmo tempo injustos e indiferentes, por termos negligenciado o principal: a vida humana do que mais carece da compaixão da sociedade". 

Antonio Carlos Costa

Comments

Feed You can follow this conversation by subscribing to the comment feed for this post.

Verify your Comment

Previewing your Comment

This is only a preview. Your comment has not yet been posted.

Working...
Your comment could not be posted. Error type:
Your comment has been posted. Post another comment

The letters and numbers you entered did not match the image. Please try again.

As a final step before posting your comment, enter the letters and numbers you see in the image below. This prevents automated programs from posting comments.

Having trouble reading this image? View an alternate.

Working...

Post a comment

Your Information

(Name is required. Email address will not be displayed with the comment.)