My Photo

Leituras 2016

  • LLOYD-JONES, Martyn : As trevas e a luz
    Exposição magistral sobre a vida cristã. Uma das mais belas e profundas demonstrações da diferença entre moralidade e cristianismo. (*****)
  • EAGLETON, Terry: Marx estava certo
    Você pode odiar Marx. O que não deve, por motivo de integridade intelectual, é ignorá-lo e crer numa caricatura forjada pelos que não concordam com seu pensamento. Eagleton, numa análise não completamente isenta, uma vez que é amante do marxismo, nos apresenta um Karl Marx que ainda que não tenha conseguido prescrever o melhor remédio para os males do capitalismo, faz denúncias ao sistema que desmascaram suas profundas injustiças. Em especial, seu sistema de exploração deslavada das forças de trabalho. Vi muita semelhança do pensamento de Eagleton com as críticas que faço no meu livro "Convulsão Protestante" às atuais contradições do universo neoliberal. (*****)
  • LESZEK, Kolakowski: Pequenas palestras sobre grandes temas
    Impressiona a amplitude de conhecimento e a sabedoria desse grande pensador polonês. Embora não concorde in totum com seus pontos de vista, recomendo a todos a leitura dessa coletânea de palestras. Em algumas delas, ele foi genial. (****)
  • DALRYMPLE, Theodore: Podres de mimados
    Torci para a leitura chegar ao fim por causa do suplício que me causava. Que livro chato. Por que o li? Por julgar que me ajudaria a entender o que está acontecendo no Brasil; país onde vejo uma reação ácida de uma direita conservadora e amarga horrorizada com a estupidez e lambanças da esquerda. "Podres de mimados" nada mais representa do que a resistência extremada ao discurso de uma esquerda sentimentalista e ingênua quanto à natureza humana. (*)
  • McGRATH, Alister : As origens intelectuais da Reforma
    O autor mostra as diferenças cruciais entre as raízes intelectuais da reforma alemã e da reforma suíça. Ressalta o papel do escolasticismo e do humanismo na produção teológica da primeira geração de reformadores. Salta aos olhos a importância de Agostinho. A leitura vai requerer paciência, em alguns momentos, devido à quantidade de alusão a disputas teológicas que parecem não ter relação com os problemas teológicos do nosso tempo. Contudo, trata-se de pesquisa moderna, que destaca as descobertas mais recentes feitas por estudiosos da grande obra de renovação espiritual, ocorrida no século 16, que mudou a face da igreja e do mundo. (***)
  • McGRATH, Alister : A revolução protestante
    No ano anterior ao do aniversário de 500 anos da Reforma Protestante, a leitura desse livro é indispensável. McGrath faz uma análise de toda a história do protestantismo, exaltando suas realizações e não o poupando de algumas críticas. Impressiona o vasto campo de conhecimento que domina. Você poderá perceber, entretanto, uma inclinação a tratar com certa condescendência as diferenças que existem dentro do ramo do protestantismo, como se fossem determinadas por meras questões culturais, que não deixam espaço para julgamentos definitivos baseados em evidência bíblica. Essa é a virtude e a fraqueza de alguns historiadores, fruto também do anseio pela neutralidade acadêmica. (****)
  • KOLAKOWSKI, Leszek: Sobre o que nos perguntam os grandes filósofos . Vol. 2
    É crescente meu apreço por esse grande filósofo e historiador polonês, morto em 2009. Nesse opúsculo, com clareza e elegância, apresenta uma síntese do pensamento dos grandes filósofos do mundo ocidental, ressaltando as principais perguntas que seus sistemas filosóficos fizeram emergir. Nesse segundo volume, conhecemos um pouco das ideias de Aquino, Ockham, Nicolau de Cusa, Descartes, Espinosa, Leibniz, Pascal, Locke, Hobbes e Hume. Vale a pena ler. (***)
  • NOBLAT, Ricardo: A arte de fazer um jornal diário
    Claro, conciso, divertido e honesto. Escrito pelo experiente e conhecido articulista do Globo. Leitura obrigatória para todo jornalista, repórter, editor, fotojornalista, dono de jornal e amantes do jornalismo. Uma frase de Noblat sintetiza o valor da profissão de jornalista: "Um jornal é ou deveria ser um espelho da consciência crítica de uma comunidade em determinado espaço de tempo". (****)
Blog powered by Typepad
Member since 11/2008

30/04/2016

27/04/2016

25/04/2016